• Ligue Agora: (66) 3545-0651

    ou (66) 99924-9606 / (66) 99997-9556

  • E-mail: contatos@dedetizadorasorriso.com.br

O controle de pragas em restaurantes, lanchonetes, cozinhas industriais e refeitórios de qualquer estabelecimento é um item obrigatório a ser considerado, pois o risco de contaminação dos alimentos em decorrência da presença de pragas é enorme.

Algumas pragas podem ser vetores de doenças diversas, como disenteria, difteria, salmonelose, tuberculose, entre outras.

Dados mostram que, no Brasil, entre 4,5 e 4,8% das internações do Sistema Único de Saúde nos últimos anos são de diagnósticos de infecções intestinais causados por: cólera, febre tifoide, amebíase dentre outras que podem ser resultantes de problemas com pragas em restaurantes, por exemplo.

Por isso, todo cuidado com seu estabelecimento é pouco!

A saúde do seu negócio depende da higiene e da segurança que ele oferece para os seus clientes.

Legislação
O controle de pragas deve ter uma visão global e não ficar restrito ao interior do estabelecimento.
Na maioria das vezes, ratos e insetos se estabelecem do lado de fora, onde se mantêm e seguem ao interior do estabelecimento apenas à procura de alimento.
Os ambientes externos podem ser:

Redes de Esgoto;
Rede de Água Pluvial;
Calhas Elétricas;
Vegetação;
Fontes de Água;
Depósitos de Lenha, entulhos;
Pedras Amontoadas;
Lixo;
Habitações;
etc.
O controle de pragas é regido pela RDC (Resolução da Diretoria Colegiada) número 216 da ANVISA e estabelece que:

“Quando da aplicação do controle químico, a empresa especializada deve estabelecer procedimentos pré e pós-tratamento a fim de evitar a contaminação dos alimentos, equipamentos e utensílios.
Quando aplicável, os equipamentos e os utensílios, antes de serem reutilizados, devem ser higienizados para a remoção dos resíduos de produtos desinfetantes.”

Fica clara a possibilidade de se usar inseticidas e/ou raticidas no interior dos estabelecimentos tendo-se cuidado para a não contaminação dos alimentos.

Isso resolve um problema que sempre povoou o imaginário daqueles que trabalham na indústria alimentícia.

Não há nenhum instrumento legal que proíba o uso de inseticidas e raticidas nas áreas internas destes estabelecimentos.

Existem, sim, cuidados a serem tomados quanto ao uso destes produtos.

O ambiente
O controle de pragas nesses ambientes requer uma análise criteriosa do ambiente físico e das condições de higienização, armazenagem e entrada de mercadorias no local.

Algumas vezes o local se apresenta limpo, com uma boa infraestrutura, mas pode ocorrer a invasão das pragas dentro das caixas de papelão, das embalagens plásticas que envolvem alguns alimentos, em especial os grãos, massas e farelos, nos pallets de madeira.

Faça uma boa triagem de todo o material que chega antes de entrar no ambiente de seu restaurante.

Atenção ao lixo
Restaurantes produzem grandes quantidades de resíduos, o que é apenas mais um motivo para as pragas ficarem por ali.

Não permaneça com o lixo da cozinha por mais que meio período. Esvazie-os com frequência.

No depósito de lixo, mantenha sacos e lixeiras muito bem vedados.

Coloque o lixo no passeio apenas poucas horas antes da coleta, pois ratos principalmente podem se sentir atraídos pela grande oferta de comida.

Sempre higienize o depósito de lixo e a lixeira do passeio. O cheiro também colabora para atrair diversas pragas.

Medidas preventivas
De acordo com o volume de produção realize periodicamente a limpeza de sua caixa de gordura.

A periodicidade sugerida é de no mínimo 3 meses.

Mantenha sempre as caixas de gordura bem vedadas, para evitar que elas se tornem criadouros desses animais e insetos.

Matéria orgânica em decomposição, umidade e temperatura favorável são pratos cheios para eles.

Após o encerramento do turno, limpar o ambiente se torna essencial para afastar pragas.

Movimente regularmente bancadas, geladeiras e móveis para realizar a limpeza de resíduos acumulados.

Vedar as frestas e rachaduras no piso e na parede ajuda no controle de pragas, principalmente de baratas.

Realize o controle de pragas em seu estabelecimento a cada 3 meses. Aproveite dias em que o restaurante não abre para dedetizá-lo e também para colocar armadilhas para moscas.

Formas de tratamento
A aplicação de produtos químicos só deve ser realizada quando adotadas todas as medidas de prevenção, só podendo ser utilizados produtos registrados no Ministério da Saúde.

Quando a adoção das medidas preventivas não for suficiente para eliminar as pragas e for necessário o uso de produtos químicos, deve-se contratar uma empresa especializada em controle de pragas.

Ao contratar uma empresa solicite a Licença de Funcionamento emitida pela Vigilância Sanitária.

Equipe
Para desenvolver um programa de saneamento eficaz se torna imprescindível a colaboração de sua equipe.

Solicite à empresa de dedetização para enviar as medidas preventivas e para instruir seus funcionários sobre a importância de manter o ambiente higienizado para que todos possam realizar um bom trabalho de fiscalização mútua.

Além de tudo disso, é imprescindível que as normas de higiene, sobretudo na cozinha, sejam seguidas à risca, tanto para assegurar a qualidade dos alimentos e serviços prestados aos clientes, quanto para evitar a presença destes seres indesejados.

Dicas para controle de pragas em estabelecimentos alimentícios

Assine Nossa Newsletter

Receba as principais novidades e ofertas exclusivas no seu e-mail.
Basta cadastrar seu email ao formulário abaixo: